Comida da Geórgia num restaurante das Caldas

0
7225
O casal Patrícia Francisco e Archil Shinjikashvili é o responsável pelo Geo

Geo, assim se chama o novo restaurante situado no Hemiciclo João Paulo II 9 A, onde antes funcionou o Meia Tigela. Os novos responsáveis são Patrícia Francisco e Archil Shinjikashvili, de 32 e 31 anos, respectivamente, que trazem agora para a ementa sabores da Geórgia, país natal do chefe de cozinha.
Archil Shinjikashvili veio para Portugal há 17 anos, e depois de ter trabalhado durante a última década em vários restaurantes, achou que tinha chegado a hora de abrir nas Caldas um espaço onde pode cruzar as duas gastronomias – a portuguesa e a georgiana. A sua mulher, a caldense Patrícia Francisco, é formada em Gestão Hoteleira e por isso está a dar uma ajuda ao restaurante do seu marido.
Archil Shinjikashvili é um autodidacta mas tem paixão pela gastronomia. Diz que há similitudes entre a cozinha georgiana e portuguesa pois ambas “têm muita comida de tacho e de forno” e, no seu espaço, vai propor várias provas e fusões entre ambas. Logo à entrada, os convivas poderão provar um queijo que é preparado à moda georgiana e há várias propostas daquela zona do mundo como vários guisados e assados típicos.
“Além da comida também vendemos vinhos georgianos, apesar de não serem nada fáceis de fazer chegar a Portugal”, contou o responsável pelo novo espaço e que antes de ter aberto o Geo, esteve ligado ao basquetebol dos Pimpões.
O espaço é arrendado, tem 32 lugares sentados e, neste momento, a equipa já tem cinco pessoas. O casal para iniciar este projecto já investiu cerca de 20 mil euros e conta com o apoio do IEFP, atribuído a desempregados que apostam no seu próprio negócio.
O restaurante Geo recebe grupos e também faz catering. No futuro, serão feitos workshops e formações, tal como Archil Shinjikashvili já fez noutros espaços, incluindo para a própria embaixada da Geórgia em Portugal.
“Gostaria de dar a conhecer em Portugal um pouco mais sobre o meu país, a sua gastronomia e os seus vinhos”, disse o chefe, satisfeito com os primeiros dias de funcionamento do espaço, onde querem que os seus clientes se sintam em casa e que será palco de jantares temáticos.
Ao almoço, a refeição deverá rondar entre 11 e os 13 euros enquanto que ao jantar poderá custar entre os 23 e os 25 euros.
O espaço tem uma parceria com a Loja do Sr. Jacinto e são muitas as ideias dadas pela retrosaria-galeria de arte para decorar o Geo.
O restaurante funciona de terça-feira a sábado, entre 12h00 e as 15h00 e entre as 19h00 e as 23h30. Aos domingos só há almoços.